coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Chariot Oil & Gas leva 4 áreas em leilão da ANP

A Chariot Oil & Gas levou quatro das oito áreas leiloadas no último setor da bacia de Barreirinhas, o SBAR-AR2, em águas rasas. A OGX, petroleira do empresário Eike Batista, arrematou duas áreas no setor. Já as outras duas áreas foram arrematadas pela Ouro Preto e pelo consórcio formado por BG, Petrobras e Petrogal.

FERNANDA NUNES, MÔNICA CIARELLI E SABRINA VALLE, Agencia Estado

14 de maio de 2013 | 13h42

A Chariot levou o BAR-M-292, com bônus de assinatura de R$ 1,4 milhão; BAR-M-293 (R$ 1,4 milhão), BAR-M-313 (R$ 741 mil) e o BAR-M-314 (R$ 665,1 mil).

Já a OGX arrematou os blocos BAR-M-251, por R$ 40 milhões, e BAR-M-389, por R$ 80 milhões.

Além delas, saíram vitoriosas nesse setor a petroleira Ouro Preto, que levou o BAR-M-387 por R$ 777,5 mil, e o consórcio formado por BG, Petrogal e Petrobras, que arrematou o bloco BAR-M-388, com bônus de assinatura de R$ 15,8 milhões.

Nesse setor, foram pagos em bônus de assinatura um total de R$ 140,83 milhões. Quatro áreas deste último setor de Barreirinhas não receberam ofertas.

Parcial

O total de bônus de assinatura até o momento - incluindo as áreas ofertadas nas bacias de Parnaíba, Foz do Amazonas e Barreirinhas - foi de R$ 1,709 bilhão. As três bacias respondem por aproximadamente 50% dos blocos a serem ofertados nesta 11ª Rodada de Licitações.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interrompeu o leilão para almoço. A concorrência será retomada às 14h e a expectativa é encerrá-la até o fim do dia desta terça-feira, 14, sem que haja necessidade de promover uma segunda fase amanhã.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPleilãoChariot

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.