Chávez cria fundo de mais de US$ 1 bi para energia

Dinheiro financiará projetos para evitar um colapso no sistema de eletricidade do país

Marcílio Souza, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2010 | 14h19

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, oficializou a criação de um fundo para financiar projetos de geração de energia e evitar um colapso no sistema de eletricidade, que enfrenta uma seca que pode paralisar a principal hidrelétrica do país. O fundo começará com US$ 1 bilhão em capital e adicionais 1,1 bilhão de bolívares (US$ 423 milhões à taxa de câmbio preferencial do governo, de 2,6 bolívares por dólar).

 

O fundo faz parte dos planos de Chávez para investir pesadamente em projetos de geração de energia. O governo está prometendo aumentar a produção de energia em 11.768 megawatts nos próximos cinco anos e em até 4 mil megawatts este ano.

 

O governo venezuelano já estuda propostas de países como Brasil e Argentina para aumentar sua oferta de energia. O governo também assinou um acordo de valor não declarado com a General Electric para a geração de 880 megawatts de energia este ano.

 

Para enfrentar uma crise de eletricidade, a Venezuela impôs um racionamento em diversas regiões do país e criou multas para fazer com que os consumidores reduzam o uso de energia em Caracas. As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.