Chávez diz que barril de petróleo não deve ficar abaixo de U$60

O presidente venezuelano Hugo Chávez declarou na terça-feira que o preço do barril de petróleo não deve ficar abaixo de 60 dólares. "O preço do petróleo não deve cair para menos de 60 dólares, que considero um preço justo", afirmou Chávez em um encontro em Caracas.Na terça-feira, Londres e Nova York registraram baixas no preço do barril, que era cotado a U$ 59 dólares, pela primeira vez desde o mês de fevereiro.Durante a última semana, Chávez nomeou Rafael Ramírez como novo ministro da Energia e Petróleo. A mudança no comando da pasta teve como intenção defender o preço do petróleo, já que a Venezuela deve diminuir sua produção diária do produto.Venezuela e Nigéria anunciaram cortes em suas produções de petróleo. Os dois países, membros da OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo), devem reduzir em 50 mil e 120 mil barris, respectivamente, suas produções diárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.