Chávez vai defender Alba durante a cúpula do Mercosul

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, informou que vai defender iniciativas como a Alba e o Banco do Sul na cúpula de chefes de Estado do Mercosul, que acontece no Rio de Janeiro.Durante a reunião, nesta quinta e sexta-feira, a Venezuela vai insistir na Alternativa Bolivariana das Américas (Alba) e no Banco do Sul como formas de concretizar a integração regional, disse o embaixador venezuelano no Brasil, Julio García."A Alba e o Banco do Sul estabelecem uma integração verdadeira, respeitando as assimetrias das nações e favorecendo o aspecto social", afirmou García em comunicado.Chávez apresentou a Alba em oposição à Área de Livre-Comércio das Américas (Alca), proposta pelos Estados Unidos. Embora a proposta tenha um componente econômico, se baseia sobretudo no aspecto social e de cooperação, segundo o presidente venezuelano.O Mercosul foi fundado em 1991 por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. A Venezuela tornou-se membro pleno em julho de 2006. O bloco tem ainda como parceiros comerciais Chile, Bolívia, Equador, Peru e Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.