Chefe da missão do FMI desembarca em Brasília

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Jorge Marquez-Ruarte, chegou na tarde desta segunda-feira a Brasília, para a última revisão do acordo atual do País com o Fundo. Ruarte desembarcou e foi direto para o Hotel Meliá, onde ficará hospedado. Na chegada ao hotel, Ruarte preferiu o silêncio. Disse que só poderia fazer comentários depois, quando a missão acabar. "Não posso dizer nada. Acabo de chegar." O representante do FMI no Brasil, o moçambicano Rogério Zandamela, informou que as reuniões da missão com o governo começam amanhã. A missão terá reuniões no Ministério da Fazenda e no Banco Central. Zandamela disse que a missão ficará no Brasil por cerca de dez dias. Ao ser questionado se a missão teria competência para fechar um novo acordo, Zandamela disse que depende apenas do governo brasileiro. Na semana passada, o secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, disse que se o governo decidir fazer um novo acordo com o Fundo, uma missão negociadora brasileira irá a Washington para fechar os termos de um novo programa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.