Chefe da missão do FMI elogia esforço fiscal do País

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Charles Collins, elogiou hoje o gerenciamento das contas públicas do País. O cumprimento, com folga, das metas fiscais estabelecidas para setembro também foi positivamente avaliado pelo técnico do Fundo. "Isso é muito importante. Permite reduzir a dívida pública mais rápido do que o governo havia previsto e fortalece a posição do País", comentou ao chegar ao Ministério da Fazenda, para mais uma série de reuniões com os técnicos do governo. A missão do FMI ficará em Brasília até o dia 10 para a penúltima revisão do acordo firmado com o governo brasileiro. A aprovação da revisão, pela diretoria do Fundo, dará direito ao País de sacar cerca de US$ 1,3 bilhão. O governo não pretende sacar esse dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.