Chefe de operações da AOL renuncia

O executivo-chefe de operações da AOL Times Warner, Robert Pittman, renunciou ao cargo depois que o maior provedor de internet do mundo, a norte-americana America Online, foi denunciado por inflar a receita publicitária, através de "acordos não convencionais" de 2000 a 2002.De acordo com as denúncias, as transações incluiriam a conversão de disputas legais em acordos, venda de anúncios no site de leilão eBay, além de permutas entre a empresa e a Sun Microsystems. A quantia de US$ 270 milhões teria representado apenas uma pequena fatia do total arrecadado pela AOL no período de julho de 2000 a março de 2002, que chegou a US$ 5 bilhões. O problema é que, sem estas receitas adicionais, as estimativas dos analistas em relação à empresa teriam sido reduzidas em três trimestres de 2000 e outros três de 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.