carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Chefes dos Brics vão se reunir em julho no CE, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff afirmou que em julho, em Fortaleza, os chefes de Estado do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul vão se reunir para "avaliar as conquistas dos Brics e planejar o futuro" dos países membros deste grupo de nações emergentes.

RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

30 de abril de 2014 | 20h28

"O estabelecimento do banco de desenvolvimento do Brics permitirá ampliar as possibilidades de financiamento para projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável, no bloco e fora dele" , destacou a presidente. "O arranjo do contingente de reservas, no valor inicial de US$ 100 bilhões, será uma linha adicional de proteção para as economias dos Brics, no que se refere a choques externos."

A presidente destacou que, no G-20, o Brasil defendeu a "cooperação estratégica" dos países membros para enfrentar a crise global iniciada em 2008. Dilma ressaltou que "enfatizamos medidas de estímulo ao crescimento" como alternativa a práticas antigas de ajustes econômicos, nos quais "a conta" era paga pelas populações, através de perdas de direitos trabalhistas e "desemprego endêmico."

Tudo o que sabemos sobre:
DilmareuniãoBrics

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.