Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Chega em Brasília material apreendido na Kroll

Chegou, por volta das 16h30, no hangar da Polícia Federal em Brasília, o primeiro carregamento de documentos e equipamentos apreendidos na operação Chacal da PF, ontem, em cinco estados. O material será periciado a partir de hoje pelo Instituto Nacional de Criminalística.São dezenas de caixas e malotes, pesando cerca de 500 quilos, contendo computadores, disquetes, equipamentos de escuta clandestina e espionagem, apreendidos em poder da empresa de auditoria Kroll. O delegado Romero Menezes, coordenador operacional da PF, acompanhou o translado do material. O objetivo da operação Chacal é apurar o caso de espionagem que envolve a multinacional especializada em investigações empresariais. A Kroll foi contratada pela Brasil Telecom, operadora administrada pelo Grupo Opportunity, para conseguir informações sobre a Telecom Itália, empresa com a qual disputava o controle da operadora de telefonia. Veja mais informações sobre o assunto nos links abaixo.

Agencia Estado,

28 de outubro de 2004 | 16h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.