Cheques sem fundo atingem menor nível em 6 anos, diz Serasa

Porcentual de devoluções por falta de saldo chegou a 1,74% em julho ante 1,56% em igual mês de 2004 

Economia & Negócios,

18 de agosto de 2010 | 10h25

O porcentual de cheques devolvidos chegou a 1,74% em julho, o menor índice para este mês desde 2004, segundo o Serasa Experian. Em igual período daquele ano, foram devolvidos 1,56% de cheques.

Na comparação entre o acumulado de janeiro a julho deste ano e o anterior houve uma queda de 26,9% nas devoluções por falta de fundos. Nessa mesma base comparativa, o número de cheques compensados recuou 9,8%.

Segundo o Serasa Experian, o recuo maior da inadimplência demonstra uma melhora na qualidade do cheque. Ainda de acordo com o indicador, o consumidor tem preferido dívidas com prazos mais longos que o pré-datado, o que favorece a possibilidade de negociação da prestação devida.

Nos primeiros seis meses de 2010, o Amapá foi o estado com o maior porcentual de cheques devolvidos, a 11,25%, enquanto São Paulo registrou o menor índice (1,41%).

Na avaliação regional, o Norte lidera, com 4,15% de cheques devolvidos no mês passado; o Sudeste está na outra ponta, com 1,52%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.