Cheques sem fundos batem recorde no ano, aponta Serasa

Um estudo da Serasa - empresa de informações e análises econômico-financeiras ? aponta que o volume de cheques sem fundo acumulado no período de janeiro a outubro deste ano é o maior já registrado desde 1991, ano em que foi criado o indicador. Houve aumento de 12,9% no volume de cheques sem fundos na comparação dos dez primeiros meses de 2003, com o mesmo período do ano passado. De janeiro a outubro deste ano, foram registrados 15,7 cheques sem fundos a cada mil compensado, ante 13,9 no mesmo período de 2002. O estudo da Serasa revelou também que o volume de cheques devolvidos por falta de fundos (a cada mil compensados) aumentou 8,2% em outubro, na comparação com setembro. No mês passado, foram devolvidos 15,9 cheques sem fundos a cada mil compensados, enquanto setembro registrou 14,7 cheques devolvidos a cada mil. O número total de cheques devolvidos em outubro foi de 3 milhões.De acordo com o levantamento da Serasa, o volume de cheques sem fundos também cresceu 24,2%, na comparação com outubro de 2002. Naquele mês, foram registrados 12,8 cheques devolvidos por falta de fundos a cada mil compensados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.