Chery faz recall de 12,5 mil veículos; componente pode ter amianto

Número de veículos convocados é superior ao que a marca vendeu em 2012 até julho (10.271) 

Wladimir D'Andrade, da Agência Estado,

29 de agosto de 2012 | 10h41

Texto corrigido às 11h35

SÃO PAULO - A Chery anunciou hoje um recall de 12.462 mil carros modelos Tiggo e Cielo pela possibilidade de componentes do motor conterem certa quantidade de amianto (asbestos). O número de veículos convocados é superior ao que a marca chinesa vendeu em todo o ano de 2012, até julho (10.271), e equivalente a 57,5% das vendas realizadas em 2011 (21.669). A convocação ocorre ao mesmo tempo que a empresa passa por um recall na Austrália por igual motivo.

Os componentes que serão substituídos são a junta do coletor de admissão e escape para o Tiggo e a junta do coletor de admissão para o Cielo. O amianto é considerado cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde (OMS) mas no Brasil só é proibido no Estado de São Paulo, pela lei n.º 12.684, de 26 de julho de 2007. A Chery, no entanto, afirma que durante o uso dos carros o proprietário e seus passageiros não correm risco algum para a saúde pois, segundo a empresa, nestes casos não há fricção da peça que espalhe resíduos.

A empresa afirma que depois de ser obrigada a trocar as peças em cerca de 23 mil veículos na Austrália, onde o amianto é proibido, iniciou uma busca pela substância nos seus veículos exportados. "Dessa investigação foi detectada a possibilidade de que algumas unidades comercializadas no Brasil poderiam apresentar a presença de amianto (asbestos), parte da mesma série enviada à Austrália", afirma a Chery, em nota distribuída à imprensa.

A montadora pede aos proprietários para que não tentem consertar as partes dos carros por conta própria e que vai dar treinamento especial para os profissionais que executarão as trocas. De acordo com a empresa chinesa, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, vai divulgar aos consumidores mais informações sobre o procedimento de recall, inclusive de quando ele irá, de fato, começar.

Tudo o que sabemos sobre:
Cheryrecallamiantomontadoras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.