Chesf fica fora dos planos de privatização

O ministro de Minas e Energia, José Jorge, anunciou que a Companhia Hidrelétrica do São Francisco ficará fora do Programa Nacional de Desestatização. A decisão foi tomada na reunião de hoje do presidente Fernando Henrique Cardoso com governadores e parlamentares do Nordeste, e integrantes da Câmara de Gestão da Crise de Energia (GCE). Segundo Jorge, foi aprovada a reestruturação da Chesf, que passará a atuar não só no setor energético mas também no setor de recursos hídricos, com o abastecimento de água para a região. Além da Chesf, foi discutida também na reunião a contratação de energia térmica emergencial para aumentar a oferta neste ano. O presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Mário Santos, apresentou ao presidente um relatório sobre o racionamento no ano passado e as perspectivas para este ano. A reestruturação da Chesf será detalhada em entrevista do ministro José Jorge, o presidente do ONS, Mário Santos, e o presidente do BNDES, Eleazar de Carvalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.