Chesf pode ser multada por apagão no Nordeste

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pode instaurar processo administrativo contra a Companhia Hidro-Elétrica do São Francisco (Chesf), se constatar que o apagão ocorrido na última quinta-feira na área da companhia se caracteriza como prestação inadequada do serviço. Se isso ocorrer, a Chesf pode ser notificada ou multada em até 2% de sua receita operacional, conforme prevê a resolução 318/00.Nesta segunda-feira, a Chesf encaminhou à Aneel relatório sobre as causas da interrupção do fornecimento de energia na área da geradora federal, conforme havia solicitado a agência. A interrupção teve origem, segundo informações prestadas pela Chesf, em falha de uma de suas equipes durante a manutenção de linha que interliga as subestações de Angelim II e Recife II. Foram afetados seis Estados da região Nordeste.Ainda segundo a empresa, o problema ocorreu às 10h36. O fornecimento começou a ser restabelecido às 10h58, mas só voltou inteiramente ao normal às 11h43.A Aneel vai analisar os estudos apresentados pela companhia e poderá recomendar uma fiscalização específica sobre o assunto, que poderá constatar que o problema deve ser caracterizado como prestação inadequada de serviço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.