Chesf tenta identificar causa de apagão no Nordeste

A concessionária de energia Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) está apurando as causas e a dimensão do apagão que teve início por volta das 15h e atinge neste momento vários Estados do Nordeste do País. A própria Chesf informou que a sede da empresa está sem energia. O site da companhia também está fora do ar. A Chesf é responsável pelo abastecimento de energia de 8 dos 9 Estados do Nordeste.

AE, Agencia Estado

28 de agosto de 2013 | 16h33

Relatos de moradores indicam que várias cidades estão sem energia. De acordo com informações preliminares, o apagão atinge Piauí, Paraíba, Alagoas, Ceará, Sergipe, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Emissoras de rádio e TV e sites de jornais da região estão fora de operação. O trânsito no centro das principais cidades está complicado, com os sinais de trânsito apagados. Hospitais nas capitais que não contam com geradores cancelaram cirurgias de emergências até a retomada do abastecimento.

O Ministério de Minas e Energia (MME) informou que acompanha a ocorrência. O ministro Edison Lobão, que está no Rio de Janeiro, determinou que a prioridade neste momento é o restabelecimento do sistema. Conforme o MME, o problema deve ser resolvido com rapidez e a energia deve ser restabelecida nas capitais do Nordeste em instantes. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) ainda investiga a causa do incidente.

Entre setembro e dezembro do ano passado, uma série de apagões do setor elétrico atingiu Estados brasileiros. O primeiro, em 22 de setembro de 2012, cortou o fornecimento de energia de toda a região Nordeste, Pará e Tocantins. O último, em 15 de dezembro de 2012, atingiu 12 Estados do Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste.

Tudo o que sabemos sobre:
apagãonordeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.