Chevron atendeu todo plano de emergência do Ibama, diz presidente

Executivo diz que envio de imagens editadas do vazamento de óleo deveu-se a problema técnico e não teve como objetivo ocultar dados do governo

Karla Mendes, da Agência Estado,

23 de novembro de 2011 | 19h06

O presidente da Chevron Brasil Petróleo, George Buck, afirmou há pouco que a empresa atendeu todas as solicitações do plano de emergência, da como foi solicitado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama).

Segundo o executivo, o envio de imagens editadas da região do acidente para a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ocorreu em função de dificuldades técnicas para o envio de dados. "No início do incidente, tivemos dificuldade com a banda larga para a transmissão de dados", afirmou Buck.

Em função desse problema técnico, justificou o executivo, a Chevron elaborou "clips curtos relevantes" dos locais com maior vazamento de óleo para enviar à ANP. "A edição das imagens não tentou ocultar (os fatos), foi para facilitar o envio de informações. Todos os segundos de dados estão à disposição e serão fornecidos à ANP", garantiu.  

Tudo o que sabemos sobre:
ChevronvazamentopetróleoIbama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.