Chevron derruba decisão judicial que impedia operação no Brasil

Uma corte de apelação brasileira derrubou uma decisão judicial anterior que impedia a Chevron, a segunda maior petrolífera dos Estados Unidos, de operar no Brasil, disse à Reuters um porta-voz da empresa.

Reuters

30 de novembro de 2012 | 21h52

A proibição na Justiça havia sido pedida pelo Ministério Público Federal, que abriu dois processos contra a empresa e sua terceirizada para perfurações, a Transocean, num valor total de até 40 bilhões de reais, depois de um vazamento de óleo na costa do Rio de Janeiro em novembro de 2011.

Mais tarde nesta sexta-feira, o procurador original do caso, Eduardo Santos de Oliveira, disse à Reuters que a ação judicial contra as duas empresas pela indenização por danos ambientais parece estar indo em direção a uma rápida solução negociada.

Santos de Oliveira, um procurador federal de Campos, disse que os movimentos para negociar uma solução para o caso por colegas no Rio de Janeiro poderiam privar o Brasil de uma multa de vários bilhões de reais. O caso foi transferido de Campos para o Rio de Janeiro no início deste ano.

O procurador, que ainda trabalha num processo criminal contra as empresas e 17 de seus empregados pelo vazamento, disse que estava "desapontado" com o desenvolvimento do caso.

(Reportagem de Jeb Blount)

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOCHEVRONBRASIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.