Chevron suspende produção de petróleo na Nigéria

Militantes romperam um oleoduto no delta do Rio Níger na noite de quinta-feira

Agência Estado com AP

21 de junho de 2008 | 13h41

O rompimento de um oleoduto levou a companhia norte-americana Chevron a suspender a produção terrestre de petróleo na Nigéria. A imprensa nigeriana noticiou que militantes sabotaram o oleoduto no delta do Rio Níger na noite de quinta-feira. Mas o grupo armado mais poderoso da região, o Movimento para a Emancipação do Delta do Níger, disse à AP que não está envolvido no ataque.A Chevron comunicou que interrompeu a produção para proteger o meio ambiente, mas não forneceu dados sobre o volume de petróleo que deixou de ser produzido. Segundo funcionários do setor de petróleo, a perda pode ser de cerca de 120 mil barris por dia. Depois de insistentes perguntas dos jornalistas, a Chevron disse ontem que não poderia confirmar a ocorrência de uma explosão no oleoduto.Na quinta-feira, o Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (MEND, na sigla em inglês) atacou uma remota instalação marítima operada pela Shell. O ataque aumentou em 200 mil barris por dia a perda de produção da Nigéria. O país, maior produtor de petróleo da África, já tem 20% de sua produção paralisados por ataques de terroristas.

Tudo o que sabemos sobre:
oleodtuonigeriarompimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.