coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Chile: produção de cobre cai 1,2% em abril

A produção de cobre no Chile sofreu queda de 1,2% em abril, em relação a igual mês do ano passado, atingindo 441.668 toneladas, conforme informou nesta quinta-feira, 30, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) do governo.

SÍLVIA VOLPINI, ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ESTADO, Agencia Estado

30 de maio de 2013 | 12h05

A queda da produção de cobre é resultado de paralisações das atividades nas minas, problemas nas linhas de produção e graus mais baixos do metal bruto, do qual o cobre é extraído, disse o INE.

Entre janeiro e abril, o país extraiu 1.819.445 de toneladas de cobre, um aumento de 4,6% na comparação com os mesmos meses do ano passado. Em 2012, o Chile produziu 5,455 milhões de toneladas do metal industrial, um aumento de 3,0% na comparação com 2011.

As minas chilenas têm aproximadamente um terço de todo o cobre mundial e, além de ser o maior produtor do metal, o Chile também se destaca na produção de molibdênio, iodo, lítio, ouro e prata. O setor de mineração representa cerca de 15% do Produto Interno Bruto do país, de acordo com o banco central.

A produção de molibdênio cresceu 1,4% em abril, em relação a igual mês de 2012, atingindo 2.968 toneladas. Nos primeiros quatro meses do ano, a produção deu um salto de 16,8%, num total de 12.089 toneladas. O molibdênio e outros metais preciosos, como ouro e prata, são frequentemente encontrados como subprodutos em minas de cobre chilenas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilecobreprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.