STR/AFP
STR/AFP

China anuncia pacote de medidas para apoiar empresas privadas

Governo pretende implantar políticas mais favoráveis para garantir o desenvolvimento estável e saudável do setor privado, como a redução da carga tributária

O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2018 | 17h57

PEQUIM - A China aumentará o suporte a empresas com problemas financeiros e lançará medidas de apoio ao mercado como parte de esforços mais amplos para garantir o desenvolvimento saudável do setor privado, afirmou o Conselho de Estado nesta segunda-feira, 22.

O governo pretende implantar políticas mais favoráveis para garantir o desenvolvimento estável e saudável do setor privado, como a redução da carga tributária, disse em seu site o Conselho.

Os planos foram divulgados após uma reunião liderada pelo primeiro-ministro Li Keqiang.

Detalhes

Entre as mudanças, a China planeja alterar suas leis corporativas para oferecer mais incentivos para que as empresas listadas comprem de volta suas ações, enquanto o mercado acionário do país sofre com uma turbulência, informou a estatal Xinhua.

As alterações propostas, que incluem a simplificação do processo de tomada de decisão para recomprar ações e aumentar os limites para o número de ações que podem ser detidas pelas empresas, foram submetidas ao Congresso Nacional do Povo para revisão, disse a Xinhua.

Na semana passada, o chefe do banco central do país e os reguladores de títulos e bancos fizeram comentários na mídia estatal sobre a estabilidade do sistema financeiro, procurando garantir aos investidores e evitar que o mercado de ações caísse ainda mais. / COM REUTERS E DOW JONES NEWSWIRES

Mais conteúdo sobre:
China [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.