China anuncia redução de 24% nas importações de cobre

A China, o maior comprador mundial de cobre e o segundo produtor, importou 1,15 milhões de toneladas do produto nos sete primeiros meses do ano, 24% menos que no mesmo período de 2005, informou a imprensa oficial.A causa da diminuição parece estar na alta dos preços do cobre no mercado internacional, que, segundo o economista Hu Bin, citado pela agência "Xinhua", "são muito mais altos que o preço nacional".Hu acrescentou que "a diferença de preços fez diminuir o entusiasmo de importadores e especuladores", após um 2005 no qual aconteceu uma grande alta das importações chinesas, que alteraram as tarifas internacionais e colocaram o cobre em seus preços máximos históricos.Em junho, as principais fundições de cobre chinesas afirmaram que diminuíram sua produção em 10%, "em protesto contra as baixas taxas cobradas aos fornecedores estrangeiros".A queda das importações e a redução da produção chinesa poderiam afetar países como o Chile, maior produtor de cobre mundial, que tem a China como seu principal comprador.Atualmente, o cobre como matéria-prima ronda preços entre US$ 5 e US$ 6 mil por tonelada, quando em 2002 chegava apenas aos US$ 1.500.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.