Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

China aprova pacote econômico de US$ 586 bi

Primeiro-ministro reforça que país é 'capaz de atingir' crescimento de 8% sempre com políticas corretas

Efe,

13 de março de 2009 | 00h15

A Assembleia Nacional Popular (ANP) da China aprovou nesta sexta-feira, 13, o plano de estímulo econômico proposto pelo primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, de 4 trilhões de iuanes (US$ 586 bilhões).

 

Veja também:

linkDe olho nos sintomas da crise econômica especial

linkDicionário da crise especial

linkLições de 29

linkComo o mundo reage à crise especial

 

O pacote, de dois anos de duração, foi aprovado com 2.669 votos a favor, 145 contra e 71 abstenções.

 

Wen disse que o país é "capaz de atingir" um crescimento econômico de 8% sempre que as políticas forem aplicadas de forma correta.

 

Pequim calcula que um crescimento de 8% ao ano é o mínimo para criar nove milhões de empregos.

 

Porém, o Fundo Monetário Internacional (FMI) acha que este ano a expansão da economia chinesa não passará de 6,7%, a menor taxa em duas décadas.

 

Reunida no Grande Palácio do Povo de Pequim, a Assembleia Nacional Popular encerra nesta sexta as votações das leis propostas pelo Governo.

Tudo o que sabemos sobre:
crise nos EUAcrise financeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.