China busca desenvolvimento limpo

A China anunciou ontem que vai usar um arsenal de medidas econômicas para mudar seu padrão de desenvolvimento, com restrição de crédito e de investimentos a setores poluentes, grandes consumidores de energia e com excesso de capacidade de produção. Também dará estímulos para setores de alta tecnologia e inovação que favoreçam a conservação de recursos naturais.Além de direcionar o crédito interno, o governo vai privilegiar o investimento estrangeiro direto (IED) em setores que pretende desenvolver e coibi-lo naqueles considerados nocivos. Também continuará a utilizar controles administrativos para determinar o fechamento de indústrias indesejadas.?Nós devemos dar prioridade à qualidade, mais que à velocidade do desenvolvimento, e acelerar o aperfeiçoamento do padrão de desenvolvimento econômico?, afirmou o primeiro-ministro Wen Jiabao, em discurso de duas horas e meia com o qual abriu a reunião anual do Congresso Nacional do Povo, o parlamento chinês. O que o governo tenta fazer agora é limitar o crescimento de indústrias altamente poluentes e consumidoras de energia e desenvolver setores mais modernos, como o de serviços e alta tecnologia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.