Reuters/Petar Kujundzic
Reuters/Petar Kujundzic

China confirma redução por 3 meses de tarifas sobre automóveis americanos de 40% para 15%

Ministério de Finanças da China confirmou nesta sexta-feira a suspensão do aumento retaliatório de tarifas a carros e autopeças dos Estados Unidos

Nicholas Shores, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2018 | 09h16

O Ministério de Finanças da China (MoF, na sigla em inglês) confirmou nesta sexta-feira, 14, a suspensão temporária do aumento retaliatório das tarifas sobre carros e autopeças importados dos Estados Unidos, reduzindo-as de 40% para 15%. A medida valerá por três meses, de 1º de janeiro a 31 de março de 2019.

Após o encontro entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinping às margens da cúpula do G20, em Buenos Aires, o americano afirmou que Pequim havia concordado com a suspensão das cobranças adicionais punitivas sobre o setor automotivo do seu país.

No comunicado em que anunciou a concessão comercial, o ministério chinês sugere que o valor de importações americanas a que se aplica o alívio tarifário é de "aproximadamente US$ 60 bilhões".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.