coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

China contrata 40 pilotos da Varig

A companhia regional chinesa Shenzhen Airlines contratou 40 pilotos brasileiros da Varig que haviam sido demitidos pela empresa. Segundo informou nesta segunda-feira o jornal Beijing News, essa foi uma das maiores contratações de estrangeiros da aviação chinesa.O rápido desenvolvimento da indústria do país levou a uma escassez tanto de aeronaves como de pilotos. Diante disso, Pequim permite, desde o ano passado, que as companhias aéreas contratem estrangeiros para pilotar seus aviões.Os 40 brasileiros foram contratados ainda no Brasil, onde tiveram que passar por um exame físico, teórico e uma entrevista. Além disso, todos chegaram à China com a licença da Administração Chinesa de Aviação Civil já expedida, segundo a televisão estatal CCTV.Os pilotos receberão cerca de US$ 8 mil por mês, um pouco mais do que recebiam em seu antigo trabalho, e o triplo do salário dos comandantes chineses, segundo o vice-presidente da companhia, Zhang Pei.Frota Analistas prevêem que a China duplicará sua frota de aviões de carga e passageiros nos próximos 5 anos, quando precisará de 6.500 pilotos.As companhias aéreas chinesas empregam atualmente 11 mil pilotos, e algumas das grandes companhias do país, como Air China e Xangai Airlines, já começaram a recrutar comandantes estrangeiros. Segundo o vice-ministro da Administração de Aviação Civil, Gao Hongfeng, as companhias aéreas do país aumentarão sua frota em 1.580 aeronaves até 2010. Hoje são usados 863 aviões.

Agencia Estado,

07 de agosto de 2006 | 11h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.