China deve desacelerar e crescer 9% este ano, dizem analistas

O crescimento da economia chinesa esfriará este ano e ficará em 9%, após os 10,7% de 2006, segundo analistas do governo citados nesta terça-feira pela agência oficial de notícias Xinhua.O subdiretor do Centro de Pesquisas do Desenvolvimento do Conselho de Estado, Liu Shijin, afirmou que a economia chinesa crescerá a um ritmo anual de 7% a 8% nos próximos dez anos, impulsionada pelos setores imobiliário e automobilístico. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu acima dos 10% anuais nos últimos quatro anos."Um crescimento alto costuma acabar em um ciclo de cinco anos", afirmou Liu, que lembrou que, no começo do século XX, os Estados Unidos mantiveram um alto crescimento econômico devido ao desenvolvimento de suas indústrias automobilísticas, da construção e do aço. "A China passa agora por uma situação semelhante", acrescentou.Observando a experiência de nações desenvolvidas nas quais os setores imobiliário e automotriz mantiveram um período de expansão de entre 20 e 30 anos, pode-se esperar "o rápido crescimento da China, baseado nestes dois setores, continue por mais 10 anos".No entanto, Liu alertou sobre para "bolha" que pela qual os mercados imobiliário e de valores passam na China, que pode dever-se a um excesso de liquidez.Segundo as previsões do Banco Mundial publicadas na semana passada, a economia chinesa crescerá 9,6% em 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.