China deverá ter crescimento dentro da meta em 2013

As autoridades chinesas estão confiantes que o crescimento econômico deste ano será de cerca de 7,5%, a meta oficial do governo, ajudado por uma alta estável do investimento, afirmou o diretor da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) da China, Xu Shaoshi.

Agencia Estado

31 de julho de 2013 | 09h17

A demanda por investimentos continua forte à medida que o governo prossegue com a industrialização e urbanização, disse Xu, em um comunicado publicado no site do governo. "Nós estamos confiantes que teremos as condições e capacidade de alcançar a meta de crescimento para o ano cheio de cerca de 7,5%", afirmou. "Mas nós teremos de trabalhar muito duro (para alcançá-la)."

Ele afirmou que a China promoverá o crescimento estável em investimento imobiliário, um pilar importante da economia que também ficou sob intenso escrutínio como uma fonte de atividade especulativa. As autoridades estabelecerão um mecanismo de longo prazo para o desenvolvimento saudável do mercado imobiliário, destaco Xu, sem fornecer mais detalhes.

Xu disse também que a China manterá seus esforços para reformar suas políticas fiscais e de terras, bem como o sistema de registro de famílias, chamado de "hukou", que restringe a movimentação de residentes rurais para as cidades. Os economistas insistem que a urbanização mais rápida exige um relaxamento desse sistema. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacrescimentoprevisãometa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.