Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

China divulga nova queda nas exportações e importações

As exportações e importações da China caíram no mês de julho em relação ao mesmo mês do ano passado. Foi a nona queda consecutiva nessa comparação, embora haja sinais de que os declínios possam estar se estabilizando, ao mesmo tempo em que pode estar diminuindo o ritmo de recuperação da atividade doméstica.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

11 de agosto de 2009 | 03h07

Em julho, as exportações da China recuaram 23% em relação a julho de 2008, para US$ 105,42 bilhões, de acordo com dados do governo. A queda ficou em linha com a média das previsões de 13 economistas consultados pela Dow Jones. O declínio de julho se segue a uma retração de 21,4% em junho, mas o total exportado aumentou em relação ao mês anterior. Em junho, as exportações haviam totalizado US$ 95,41 bilhões.

As importações também cresceram na comparação com junho, mas ficaram 14,9% do total de julho de 2008, em US$ 94,79 bilhões. Em junho, as importações da China haviam atingido US$ 87,16 bilhões. O declínio em relação ao ano anterior foi maior do que os 13,2% de junho, mas ficou em linha com a média das projeções, que apontava queda de 15%.

O superávit comercial da China totalizou em julho US$ 10,63 bilhões, trazendo o acumulado dos sete primeiros meses do ano para US$ 107,49 bilhões, segundo a Administração Geral da Alfândega. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinabalança comercial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.