China diz que vai flexibilizar restrições sobre investimentos no exterior

A China vai flexibilizar restrições sobre investimentos internacionais por empresas locais e negócios abaixo de 1 bilhão de dólares não precisarão mais de aprovação, afirmou o órgão de planejamento econômico do país, em mais um passo para facilitar o crescimento do investimento privado.

Reuters

11 de abril de 2014 | 10h07

A partir de 8 de maio, companhias chinesas que planejam investir menos que 1 bilhão de dólares apenas precisarão registrar a intenção com autoridades em vez de buscar aprovações da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, informou o órgão em comunicado divulgado no final da quinta-feira.

Em uma série de reformas divulgadas em novembro, a China prometeu abrir o mercado por meio de simplificação de controles administrativos e para restringir a gestão do governo central de questões microeconômicas.

(Por Lu Jianxin e Fayen Wong)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASCHINAINVESTIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.