Divulgação
Divulgação

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

China e Brasil anunciam plano de ação de longo prazo

Programa terá metas para evolução de comércio, investimentos e cooperação em várias áreas

Claudia Trevisan, de O Estado de S. Paulo,

19 de maio de 2009 | 11h56

Os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da China, Hu Jintao, anunciaram nesta terça-feira, 19, que os dois países terão um plano de ação de longo prazo para o relacionamento bilateral, que vai vigorar de 2010 a 2014. O programa terá metas concretas para a evolução do comércio, dos investimentos e de cooperação em várias áreas.

 

As metas serão detalhadas nos próximos meses e aprovadas em outubro deste ano, durante reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Coordenação (Cosban).

 

O Brasil e a China assinaram também um acordo fitossanitário sobre exportações de carnes brasileiras em geral para o mercado chinês. O acordo prevê a imediata venda de carnes de frango por 24 produtores brasileiros já habilitados para exportar para a China.

 

No caso de carne bovina, os chineses se comprometeram a reconhecer como livres de febre aftosa os Estados brasileiros que já tenham esse status junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês). Mas esse será um processo demorado, que exigirá o envio de missões do país asiático ao Brasil.

 

A negociação que mais interessa, a da carne suína, foi adiada para o segundo semestre de 2009. A china é o maior mercado consumidor de carne de porco do mundo, respondendo pela metade do consumo mundial do produto.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasilChinaLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.