coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

China e Islândia fazem acordo de livre comércio

A Islândia se tornou a primeira nação europeia a fechar um acordo de livre comércio com a China, oferecendo esperança para sua economia em recessão, enquanto dá a Pequim espaço para expandir sua influência no Ártico.

Agencia Estado

15 de abril de 2013 | 14h33

O pacto de livre comércio entre a China e a Islândia reduzirá as tarifas para uma faixa de produtos e deverá impulsionar as exportações de frutos do mar e de outros produtos do remoto país nórdico para a segunda maior economia do mundo.

O acordo foi fechado no início da visita de cinco dias da primeira-ministra da Islândia, Jóhanna Siguroardóttir, à China, e destaca as tentativas do país de diversificar sua economia, que foi duramente atingida pelo estouro da enorme bolha financeira em 2008. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaIslândialivre comércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.