China eleva compulsório para conter expansão do crédito

O banco central da China disse que irá elevar a alíquota do recolhimento compulsório para os bancos pela terceira vez este ano, para controlar o excesso de liquidez e desacelerar a expansão dos empréstimos. O Banco do Povo da China (banco central do país) exigirá da maior parte dos bancos comerciais que mantenham 16% de seus depósitos em reserva a partir de 25 de abril, 0,5 ponto porcentual acima da alíquota de 15,5% vigente. A última vez que o BC chinês elevou o compulsório foi em 25 de março passado.A autoridade monetária decidiu elevar o compulsório para "manter a política monetária apertada, fortalecer a administração da liquidez do sistema bancário e orientar o crescimento da base monetária e do crédito", disse a instituição em nota distribuída em sua página na internet. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.