China estima gasto com pesquisa em 2,2% do PIB

A China espera que os investimentos do governo e de setores da economia em pesquisa e desenvolvimento científico ficarão em média em 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país durante o período de 2011 a 2015, de acordo com comunicado divulgado pelo comitê central do Partido Comunista e pelo Conselho Estatal, publicado neste domingo pela agência de notícias estatal Xinhua. Para 2020, a expectativa é que esses investimentos superem a marca de 2,5% do PIB.

AE, Agencia Estado

23 de setembro de 2012 | 14h00

Até 2015, a China estipulou que as taxas de pesquisa e desenvolvimento de médias e grandes companhias industriais aumentem para uma média de 1,5% da receita obtida com suas principais operações, conforme a Xinhua. A agência não apontou números anteriores para comparação. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.