China facilita aquisição de empresas no exterior

O governo da China aliviou as regras para que as empresas consigam completar aquisições no exterior.

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2014 | 02h05

Sob as novas orientações, em vigor desde 8 de maio, apenas negócios avaliados em mais de US$ 1 bilhão precisarão da revisão completa pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC, na sigla em inglês). Anteriormente, qualquer compra avaliada em mais de US$ 100 milhões precisava ser avaliada pela NDRC, em um processo que poderia demorar meses, segundo banqueiros.

Essa possibilidade de longos atrasos criava incertezas durante as negociações de chineses com vendedores estrangeiros, colocando as ofertas da China em uma desvantagem competitiva contra outros países.

Neste ano, já foi anunciado um valor recorde de US$ 34 bilhões em aquisições no exterior por empresas da China, segundo a provedora de dados Dealogic, de US$ 21 bilhões no mesmo período do ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaempresasaquisições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.