China facilita tomada de empréstimos no exterior

O regulador chinês irá incentivar a tomada de empréstimo por empresas no exterior a partir de primeiro de junho, em mais um passo para abrir a conta de capital do país.

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2014 | 02h17

Em comunicado, a Administração Estatal de Câmbio Externo (SAFE, na sigla em inglês) afirmou que irá elevar as cotas de garantias nacionais para a tomada de empréstimos no exterior. O regulador também irá simplificar o procedimento de aprovação de garantias entre fronteiras e padronizar o gerenciamento dessas garantias cambiais.

O documento ainda afirma que irá aliviar restrições "desnecessárias" nas qualificações exigidas para o fornecimento de garantias para empréstimos no exterior. Isso inclui flexibilizar os requerimentos na relação entre ativos e passivos, mas o regulador não forneceu níveis específicos.

No mês passado, a SAFE anunciou que estava aliviando alguns controles cambiais para empresas multinacionais como parte do esforço para liberar o movimento de capital, cortar os custos corporativos e responder às necessidades do mercado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaempresasempréstimos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.