Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

China freia mercado imobiliário

Governo anuncia medidas para conter superaquecimento

Dow Jones Newswires, O Estadao de S.Paulo

28 de setembro de 2007 | 00h00

O governo chinês anunciou ontem medidas para esfriar o superaquecido mercado de imóveis residenciais, segundo reportou a agência de notícias chinesa Xinhua.A China elevou a taxa de juro sobre empréstimos hipotecários para o segundo apartamento e apartamentos para uso comercial para 1,1 vez a taxa de empréstimo de referência de um ano, segundo o informe da agência.O banco central chinês ordenou que os bancos comerciais elevem os depósitos hipotecários para pelo menos 40% para pessoas que estão comprando o segundo apartamento. O depósito sobre apartamentos comprados para uso comercial será elevado para 50%.A taxa de empréstimo de referência de um ano da China está atualmente em 7,29%.INVESTIMENTOSA China planeja lançar seu fundo de investimento soberano amanhã, segundo informaram pessoas próximas às negociações.O fundo, que provavelmente será chamado China Investment Corp., será lançado durante cerimônia em Pequim. O veículo de investimentos será encarregado de ampliar o retorno de US$ 200 bilhões das reservas estrangeiras - uma pequena parcela do total de US$ 1,33 trilhão.O lançamento do fundo ocorre depois que o Ministério das Finanças da China emitiu bônus especiais para prover o financiamento inicial da agência. A data escolhida, neste sábado, antecede o feriado nacional de uma semana que tem início na segunda feira, o que deverá levar a uma cobertura jornalística relativamente pequena do assunto.Segundo afirmou uma das fontes, o fundo quer que a cerimônia de lançamento seja ''''discreta''''.O fundo, que está sendo montado desde janeiro, será dirigido pelo ex-ministro das Finanças Lou Jiwei. Seu lançamento permitirá estabelecer a missão da agência e identificar objetivos futuros de investimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.