China inaugura um supergasoduto de 4 mil quilômetros

A China colocou em operação comercial mais um megaprojeto destinado a gerar energia. O supergasoduto Oeste - Leste, orçado em US$ 5 bilhões, deverá atenuar o crônico déficit energético que atinge o Delta do Rio Yangtsé, um dos maiores pólos industriais e populacionais do país. O objetivo é sustentar as altas taxas de crescimento do dragão asiático, diminuir a dependência externa das importações de petróleo e os impactos ambientais provocados pelo carvão, a principal matriz energética chinesa.O supergasoduto com 4 mil km de extensão deverá transportar anualmente 12 bilhões de metros cúbicos de gás natural a partir das reservas localizadas na Bacia do Tarim, na Região Autônoma do Sinkiang (Oeste), para as adjacências de Shanghai (Leste), a capital financeira do país. "As reservas no Tarim, atualmente estimadas em 8 trilhões de metros cúbicos, devem abastecer durante 30 anos o Delta do Rio Yangtsé", afirmou Xu Dingming, diretor da Administração Estatal de Reforma e Desenvolvimento da China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.