China irá monitorar contas de não-residentes

O órgão regulador de câmbio da China ordenou aos bancos que forneçam dados mensais sobre as contas de indivíduos não-residentes e de organizações, em um esforço para monitorar de perto o fluxo de capital especulativo na economia, divulgou o jornal Shanghai Securities News.Sem citar fontes, o jornal diz que a Administração Estatal de Câmbio chinesa tem como alvo oito tipos de conta, incluindo contas em yuan de indivíduos em Hong Kong e Macau, além de contas em yuan de investidores institucionais estrangeiros qualificados. Os dados irão incluir a quantidade e a mudança em qualquer empréstimo pendente e depósitos de não-residentes no final de cada mês. As informações são da Dow Jones.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

19 de junho de 2008 | 08h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.