Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

China planeja impulsionar infraestrutura urbana

A China disse nesta segunda-feira que delineou planos para impulsionar a construção de infraestrutura por meio de projetos de transporte e de energia, como parte dos esforços para acelerar a urbanização e apoiar o crescimento econômico.

AE, Agencia Estado

16 de setembro de 2013 | 05h05

Os projetos devem contribuir para o crescimento econômico estável e ajudam a avançar com a urbanização, disse o Conselho Estatal, o gabinete do país, em um comunicado no principal site do governo.

A China deverá adicionar 50% ou mil quilômetros de redes ferroviárias urbanas até 2015, disse o comunicado. O país tem atualmente um total de 2,1 mil quilômetros de trânsito ferroviário em 18 cidades, disse o governo anteriormente.

As autoridades também expandirão e modernizarão um duto de gás natural de 80 mil quilômetros e finalizarão a construção de 73 mil quilômetros de novos dutos de esgoto durante o mesmo período, disse o comunicado. O órgão não especificou o quanto as autoridades planejam investir, nem citou as cidades que serão afetadas.

"Reforçar a infraestrutura urbana pode ajudar a impulsionar a reestruturação econômica e a mudar o modo de crescimento econômico, contribuindo para o investimento e o consumo, ao mesmo tempo em que expande emprego", disse o comunicado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinainfraestrutura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.