finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

China planeja revisar método para medir PIB

A China está estudando novas maneiras de medir o tamanho da economia do país ao adicionar novos indicadores e ao revisar a maneira como é calculada a contribuição do setor de moradias, de acordo com o escritório nacional de estatísticas. O plano final será anunciado no final do próximo ano ou no início de 2015.

Agencia Estado

18 de novembro de 2013 | 11h53

A revisão proposta deve aumentar o tamanho da estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) do país, que teve um crescimento de 7,7% ao longo dos primeiros nove meses do ano, ante o mesmo período do ano anterior, totalizando 38,6762 trilhões de yuan (US$ 6,35 trilhões).

Entre os novos indicadores que podem ser incluídos no cálculo está a renda dos agricultores com venda de direitos de uso de terras. A renda de funcionários com opções e ações emitidas a eles pelos empregadores também deverá ser incluída no novo sistema de medição.

O indicador que mede o consumo também será revisado para incluir serviços que são pagos pelo governo, como os serviços de educação e assistência médica, disse o comunicado do órgão.

As autoridades já iniciaram os novos cálculos em algumas partes do país, de maneira experimental.

O escritório nacional de estatística está analisando fazer as alterações para refletir os últimos desenvolvimentos econômicos e sociais e para implementar as orientações de reforma reveladas em uma reunião do Partido Comunista concluída na semana passada, disse o vice-chefe do departamento, Xu Xianchun, em uma declaração no website do órgão. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaPIBmediçãorevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.