AFP PHOTO / GREG BAKER
AFP PHOTO / GREG BAKER

China prepara mais medidas para impulsionar economia

Medidas são anunciadas no momento em que a segunda maior economia do mundo exibe sinais de desaceleração na atividade econômica

Dow Jones Newswires

18 Janeiro 2019 | 09h57

A China planeja ampliar esforços para impulsionar os gastos com consumo este ano, num momento em que a segunda maior economia do mundo exibe crescentes sinais de desaceleração.

Pequim vai adotar uma série de medidas para incentivar compras de carros e de eletrodomésticos, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira, 18, pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC, pela sigla em inglês). Governos locais devem adaptar as políticas de estímulos para atender suas circunstâncias particulares, disse a NDRC, que é a agência estatal de planejamento econômico do país.

A NDRC também encorajou explorar o potencial de demanda de residentes de áreas rurais através da promoção de produtos, inclusive os de maior qualidade.

O comunicado veio dias depois de o vice-presidente da NDRC, Ning Jinzhe, dizer à TV estatal chinesa que incentivar as vendas domésticas de automóveis faria parte da estratégia para impulsionar o consumo.

Mais conteúdo sobre:
China [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.