Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

China pretende limitar aumento dos empréstimos em 15%

A China quer manter o crescimento dosempréstimos dentro da faixa de 15 por cento este ano, visandoajudar a evitar o superaquecimento da economia, informou amídia local neste sábado, citando a agência reguladora debancos como fonte. O chefe da Comissão Reguladora de Bancos da China, LiuMingkang, fez os comentários durante a reunião da agência nasexta-feira, no mesmo dia em que o banco central chinês elevouas taxas de juro pela terceira vez este ano. As projeções são de um crescimento para 25,1 trilhões deiuans (3,3 trilhões de dólares) do iuan-denominado paraempréstimos, um aumento de 16,5 por cento ante o ano anterior. "Atualmente, incertezas na economia e no setor financeiroestão crescendo, a tendência da economia caminhar paraaquecimento relativamente rápido está ficando mais clara, e omeio de gerência de riscos está ficando mais complicado",informou o jornal local citando Liu. No segundo trimestre, a economia da China cresceu 11,9 porcento na comparação anual, o maior ritmo em 11 anos e meio.

REUTERS

21 de julho de 2007 | 16h08

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSCHINAEMPRESTIMOAUMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.