STR / AFP
STR / AFP

China: produção industrial e venda do varejo decepcionam em novembro

Na comparação anual, produção industrial chinesa subiu 5,4% em novembro; número representa um arrefecimento do crescimento verificado em outubro, de 5,9%

O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2018 | 04h38

PEQUIM - A atividade econômica da China mostrou certa desaceleração em novembro, conforme os dados da produção industrial e das vendas do varejo do período, que vieram abaixo da projeção do mercado. A boa notícia ficou por conta dos investimentos em ativos fixos, que tiveram ganhos em novembro, com desempenho ligeiramente superior à expectativa. Os números foram divulgados nesta sexta-feira, 14, pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) do país.

A produção industrial chinesa subiu 5,4% em novembro na comparação anual, o que representa um arrefecimento do ritmo de crescimento verificado em outubro na mesma base de comparação, de 5,9%. O ganho também foi menor do que projetado pelos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que também previam alta de 5,9%. Na comparação mensal, o crescimento foi de 0,36% no mês passado.

Da mesma forma, as vendas do varejo avançaram 8,1% na comparação anual de novembro e tiveram desempenho aquém do estimado pelos analistas (8,8%). O dado ainda mostrou desaceleração ante outubro, quando o aumento das vendas foi de 8,6%. No confronto mensal, as vendas avançaram 0,51% em novembro.

Já os investimentos em ativos fixos de áreas não rurais superaram o ganho de janeiro a outubro (5,7%), ao avançar 5,9% no período encerrado em novembro. Os economistas previam alta de 5,8%. \ Dow Jones Newswires

Mais conteúdo sobre:
China [Ásia]varejoindústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.