China promete reforma de controles sobre juros e câmbio

O governo da China vai continuar o processo de desregulação dos regimes de juros e câmbio, disse nesta quarta-feira a vice-presidente do Banco do Povo da China (PBOC, na sigla em inglês), Hu Xiaolian. De acordo com ela, os agentes pretendem passar a considerar os níveis de preço para formular a política econômica e vão se esforçar para expandir o mercado interno de câmbio.

Agencia Estado

20 de novembro de 2013 | 04h37

Xiaolian destacou que "a reforma das taxas de juros é condição necessária para a alocação dos recursos financeiros", refletindo a decisão do Partido Comunista de permitir que os mercados tenham um papel decisivo na economia. Ela disse que o yuan já possui uma "forte flexibilidade", mas indicou que o governo vai pressionar pela reforma.

"Nós vamos promover a expansão do mercado e incentivar a flexibilidade de ambos os lados", afirmou. Sobre a reforma da política monetária, ela argumentou que a necessidade de oferta da moeda deve ser controlada pela cautela com a inflação. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
PBOCJurosCâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.