Denny Cesare/Estadao
Denny Cesare/Estadao

China propõe elevar importações dos EUA e cortar tarifas de alguns produtos

Medida faz parte parte das negociações para resolver uma disputa comercial crescente com os Estados Unidos

Reuters

04 Maio 2018 | 08h48

A China propôs comprar mais produtos norte-americanos e reduzir as tarifas sobre alguns produtos, incluindo carros, como parte das negociações para resolver uma disputa comercial crescente com os Estados Unidos, segundo fontes e um documento obtido pela agência de notícas Reuters.

+ Em meio à guerra comercial, mundo tem produção inédita de aço

Pequim também pediu que Washington trate os investimentos chineses de forma igualitária em suas revisões de segurança nacional e pare de impor novas restrições aos investimentos chineses, disseram as fontes após dois dias de negociações na capital chinesa.

+ EUA estendem prazo de negociação com Canadá, México e UE sobre tarifa do aço

O governo chinês também exigiu que os EUA encerrem sua investigação sobre propriedade intelectual e não implementem as tarifas de 25% sobre o aço propostas como parte dessa investigação, afirmaram. As fontes se recusaram a ser identificadas porque as informações não são públicas.

+ Proposta dos EUA reduz em 30% exportações brasileiras de aço acabado

A China também propôs que os EUA deveriam ouvir o recurso da ZTE Corp contra as sanções impostas à empresa em abril, e reduzir a proibição para venda de componentes e softwares de empresas norte-americanas à chinesa, disseram as fontes.

Os chineses também disseram aos norte-americanos que considerariam ativamente as informações fornecidas por empresas dos EUA sobre a investigação antidumping de Pequim sobre o sorgo importado dos Estados Unidos, disseram as fontes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.