AFP
AFP

China propõe permitir que investidores estrangeiros negociem alguns futuros

Mudança também é vista como um novo esforço para reformar o mercado de futuros de commodities do país

AE, Estadão Conteúdo

31 Dezembro 2014 | 07h48

A China propôs que corretoras e investidores estrangeiros negociem alguns contratos futuros, concedendo acesso a um mercado vasto e potencialmente lucrativo, mas notoriamente volátil.

O relaxamento da política vem sob a forma de um projeto de orientações que o órgão regulador de valores mobiliários do país liberou para consulta pública na quarta-feira.

A proposta de mudança também é vista como um novo esforço para reformar o mercado de futuros de commodities do país, trazendo investidores institucionais estrangeiros com mais experiência e melhores práticas, disseram analistas.

Nos seus projetos de orientações, a Comissão de Valores Mobiliários da China disse que os futuros do petróleo bruto, recentemente lançados, se tornariam os primeiro produtos qualificados para negociação de investidores estrangeiros e corretoras. O órgão não deu detalhes sobre quaisquer outros contratos de futuros que investidores estrangeiros poderiam negociar. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
CHINAMERCADOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.