Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

China quer reunião com Brasil para discutir brinquedos

Nesta semana, o governo federal proibiu as importações de produtos da Mattel fabricados por chineses

Jamil Chade, do Estadão,

12 de setembro de 2007 | 16h38

O governo da China revelou ao Estadão que irá pedir reuniões bilaterais com o Brasil para discutir a situação dos brinquedos e os bloqueios impostos pelo governo brasileiro. As informações são do embaixador da China na Organização Mundial do Comércio (OMC), Sun Zhenyu.    Veja mais na edição desta quinta-feira de O Estado de S. Paulo   O Brasil anunciou nesta semana a decisão - em vigor secretamente desde 17 de agosto - de proibir todas as importações de brinquedos da Mattel, depois dos escândalos em relação à qualidade dos produtos, principalmente os que são fabricados na China."As reuniões serão bilaterais, em Brasília ou em Pequim", afirmou o diplomata, considerado como um dos principais negociadores comerciais da China.   A Mattel não fabrica brinquedos no Brasil e suas vendas são todas a partir de brinquedos importados, muitos vindos da China. Sun afirmou que quer realizar encontros com o governo brasileiro para explicar que 99% de suas exportações não representam ameaças.

Tudo o que sabemos sobre:
brinquedosChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.