China registra aumento recorde nas exportações no início de 2021

O aumento em 2021 deve-se principalmente à forte demanda por produtos médicos e equipamentos de teletrabalho

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de março de 2021 | 02h14

As exportações da China cresceram 60,6% no comparativo anual durante o período de janeiro a fevereiro. De acordo com dados alfandegários divulgados neste domingo, 7, os números são um sinal da recuperação da segunda economia mundial paralisada no ano passado pela epidemia de covid-19.  

Esta é a maior taxa de progressão desde fevereiro de 1995 e é muito superior à previsão de 40% dos economistas da agência de informações financeiras Bloomberg. O aumento em 2021 deve-se principalmente à forte demanda por produtos médicos e equipamentos de teletrabalho (principalmente computadores). 

Por outro lado, as compras de produtos estrangeiros pelo gigante asiático cresceram 22,2% ano-a-ano em janeiro-fevereiro. Este número é superior às previsões dos analistas (16%). Em dezembro, as importações da China aumentaram 6,5% no comparativo anual.

Quanto ao superávit comercial do gigante asiático, em janeiro-fevereiro atingiu 103,3 bilhões de dólares (87,6 bilhões de euros), ante 78,17 bilhões de dólares em dezembro. Com informações da AFP e Reuters.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.