China registra desaceleração do crescimento econômico

Segundo dados oficiais, 3º trimestre teve crescimento anual de 9,6%, contra 10% no 2º trimestre.

BBC Brasil, BBC

21 de outubro de 2010 | 04h20

Crescimento chinês ainda é o maior entre as maiores economias mundiais

A China anunciou nesta quinta-feira uma desaceleração do seu crescimento econômico no terceiro trimestre do ano.

Os dados oficiais mostram um crescimento de 9,6% no terceiro trimestre em relação ao terceiro trimestre do ano passado, contra 10% no segundo trimestre em relação ao mesmo período de 2009.

Este ritmo de crescimento ainda é maior do que o de qualquer outra grande economia do mundo, mas os analistas temem que uma desaceleração possa reduzir a contribuição da economia chinesa para a recuperação global.

O governo chinês tomou recentemente medidas para conter um boom de crédito para tentar garantir um crescimento em níveis mais sustentáveis.

A desaceleração deve reduzir a demanda chinesa por petróleo, minério de ferro, maquinário para indústria e outros produtos importados.

Inflação

Os dados oficiais também mostram que os preços ao consumidor aumentaram no maior nível em quase dois anos em setembro.

A inflação atingiu 3,6% nos últimos 12 meses, o maior aumento desde outubro de 2008, com os preços de alimentos - item no qual os chineses mais pobres gastam a maior parte de suas rendas - aumentando mais de 6%.

Segundo o correspondente da BBC em Pequim Chris Hogg, o governo surpreendeu os mercados ao elevar as taxas de juros no início da semana pela primeira vez desde 2007, numa tentativa de conter as pressões inflacionárias.

Ele acrescenta que os especialistas dizem que as colheitas deste ano devem ser boas, o que poderia ajudar a conter as pressões sobre os preços dos alimentos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.