Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

China registra maior inflação dos últimos 11 anos

Taxa de 7,1% registrada em janeiro foi alavancada por preços dos alimentos

Da BBC Brasil, BBC

19 de fevereiro de 2008 | 11h15

A China registrou em janeiro o índice de inflação ao consumidor mais alto dos últimos 11 anos: 7,1% em comparação com janeiro de 2007, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas da China. A taxa foi a mais alta desde o índice registrado em setembro de 1996, quando a inflação chegou a 7,4%. Em dezembro de 2007, o índice de preços ao consumidor na China foi de 6,5% em relação a um ano antes. "O índice de preços ao consumidor aumentou devido a vários fatores, incluindo as grandes nevascas que devastaram mais da metade da área do país e também ao aumento de preços durante o Festival da Primavera", afirmou Yao Jingyuan, economista-chefe do Escritório Nacional de Estatísticas. O pior inverno das últimas décadas atingiu os estoques de alimentos, fazendo com que os preços deste setor subissem mais de 18% na comparação de 12 meses. O custo da carne de porco aumentou quase 60% em um ano e o preço dos vegetais em Pequim dobrou pouco antes do feriado do Ano Novo chinês. Energia e combustível   O temor na China é de que preços comecem a subir em outros setores também. O correspondente da BBC em Xangai Quentin Sommerville afirma que o governo chinês tem conseguido conter o aumento de preços de energia elétrica e combustível, mas a pressão por reajustes nos dois setores tem sido cada vez maior. Além disso, como o povo chinês já está enfrentando contas mais caras, as exigências de aumento de salários já estão começando. Se estes aumentos de salários ocorrerem, os custos de produção nas fábricas chinesas vão aumentar, o que pode significar que os produtos chineses exportados para o resto do mundo também devem sofrer aumento de preços. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãodinheirochinaíndicejaneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.